Nem sempre a alma volta para casa,

Bairro Recoleta - Buenos Aires

 

Meia dúzia de passos até a varanda… com uma xícara de chá em mãos e um bom punhado de silêncio na pele… embriagada por esse sentir que não se orienta.

O olhar esbarra em um sem-fim de coisas e não gruda-fica em nada. Tudo abstrato a liquefazer-se… quadros, prateleiras, o velho relógio verde, que insiste em dizer as horas, sempre em pares.

Sinto a textura das coisas na ponta dos dedos… refaço os passos, contando-os. Da varanda a cozinha, para o quarto e o banheiro.  A vida e suas muitas formas variáveis…

Voltei há pouco… mas — like always — parte de mim ficou pelo caminho. Ainda está lá a atravessar a Corrientes… a entrar e sair de teatros-livrarias-e-cafés. A descobrir cenários, que não estavam lá, no ano passado… porque tudo é sempre novo-e-velho a minha passagem.

Gosto de deixar um pouco para depois… não gosto de beber de uma só vez todos os lugares. Prefiro tragar as geografias, sorvendo-as lentamente para que no dia seguinte exista qualquer coisa de saudade.

Ainda estou sentada no meio da tarde… naquele jardim dos fundos com suas mesas coloridas e o verde a crescer pelos cantos que encontra. A degustar um doce chá de maçã enquanto “abano” o calor… e desejo o que existe de ameno no outono.

Ainda estou a sentir os aromas de fim de tarde… a vida mais lenta, os diálogos em língua estrangeira e os sorrisos eternizados nas fotos instantâneas… enquanto risco meia dúzia de palavras numa folha de papel e penso em alguém.

Ainda estou por lá…

Anúncios

Um comentário sobre “Nem sempre a alma volta para casa,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s