01 / 365….

queria ver se chegava por extenso ao contrário:
força e pulsação e graça,
isto é: luz, de dentro, despedaçando tudo,
e concentrada:
estrela / estela

Herberto Helder
.
.
.
.
.
.

Às vezes, o início de um novo ano é como a descoberta de uma música boa, que me acompanha pelas horas seguintes… Embala o passo que avança seguro pelo lado de dentro da calçada, enquanto o olhar varre a paisagem urbana-rarefeita — montada e remontada incontáveis vezes como numa peça onde se ensaia o impossível.  Vejo de novo e de novo e de novo… os mesmos lugares — ao som de uma nova melodia — e faz toda a diferença. Experimento — e recomendo — essa sensação incontáveis vezes. A bordo do Coletivo, com tudo a se mover… inclusive eu.

Escrevo no ar… sinto as palavras a transbordar em meu invólucro… cheio. E me vejo convertida na personagem de Carrol… e o Ano (novo) é o Coelho de colete, com um relógio — tão alucinado quanto ele — a avisa-lo de que está atrasado. Na pele de Alice… corro atrás dele — seduzida pela novidade — e de repente estou em queda.

— “Caindo, caindo, caindo”.

A queda nunca chegaria ao fim?”

O ano sempre chega ao fim… e depois começa de novo, mas, depois de amanhã, caduca e se acaba para uns e recomeça para outros.

Catarina nem sempre consegue dizer o que deseja, escrever o que pretende. Às vezes, falha… não são suficientes e nada dizem ou significam. As frases ficam mal pontuadas… aquém. Por isso, o ano que ficou nas mãos do ontem… se encerra e não deixa saudades. Completou-se em seus giros, mas ficou à deriva. Catarina não soube ser ou será que fui que não soube ouví-la? Acabou…vamos pensar o dia seguinte,  esse novo conjunto de dias e somas.

Publicado por Lunna Guedes

Sou sagitariana... degustadora de café. Figura canina e uma típica observadora de pássaros, paisagens, pessoas e lugares. Paciência é algo que me falta desde a infância. Mas sobra sarcasmos para todas as coisas da vida que fazem mais barulhos que cigarras nos troncos das árvores. Aprecio o silêncio e falas cheias, escreve-se em prosa por apreciar a escrita em linha reta. Tenho fases como a lua... sendo a minguante a minha preferida!

3 comentários em “  01 / 365….

  1. Na agenda desse ano, no dia de hoje, a página está aberta para eu escrever o que quiser…
    Eu ia dizer que curto Catarina… mentira!
    Catarina é alguém que sussurra em meus ouvidos coisas que só eu posso ouvir…
    Sabe por quê?
    Ela sempre me indica o novo… o caminho a seguir…
    lá vou euuuuuuuuuuuu!
    rs

Pronto para o diálogo? Eu estou (sempre)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: