Projeto Fotográfico 6 on 6 | Lembranças…

…se tem uma coisa antiga da qual sinto falta são dos velhos ‘álbuns de fotografias’. Havia algo mágico em esperar pela revelação dos rolos de filmes ‘kodak asa 100’, que vinham acondicionados em caixinhas amarelas pequenas, e podiam ter 12, 24 ou 36 exposições.

As fotografias — depois de reveladas — eram entregues em um envelope, onde tinha nome e endereço do feliz proprietário de momentos, que poderia ou não ficar satisfeito com o resultado. Fotos veladas, tremidas, olhos vermelhos, pouca ou muita luz eram efeitos possíveis dos fotógrafos — nada profissionais — de momentos.

C., guardava os álbuns em caixas de camisa ou sapatos… no alto do armário. Vez ou outra, todas as caixas apareciam em cima da mesa da cozinha numa espécie de viagem ao passado porque a gente gosta de lembrar o que viveu-sentiu… talvez apenas para ter certeza de que se viveu e não se esqueceu de que a vida é para ser vivida até o último segundo.

0621 — passeio pelo bairro na companhia dos meus meninos. Adoro passos, pegadas e caminhos… desde a infância. C., dizia que eu tinha mania de olhar para trás para ver se tinha marcado o chão. Adivinha só: ainda faço isso… rs

IMG_20140124_142815.jpg

2 — Adoro alpendres… com mesa, cadeira, plantas e pratos bem feitos, de preferência com uma pasta ligeira, feita por mim. Molho vermelho desde sempre é o meu preferido… mas não sou dada a horários de almoço ou jantar. Gosto de servir pratos na hora em que a vontade se impõe… vou para a cozinha, separo os ingredientes e meu menino aparece para perguntar:  ‘o que está a aprontar’. Mas a resposta ele só tem quando o prato vai a mesa. rá

2012-11-01-02.02.01.jpg3 — Adoro fazer pão… aprendi com a nona a misturar o trigo, ovos, óleo, açúcar, fermento e leite. A amassar com as mãos, a sovar na mesa… nos dias de junho é ainda mais especial. Fina de estação, de história…

desenhando-sombras.jpg4 — Gosto imenso de cadernos… o meu primeiro diário ganhei de C., que repetiu os gestos de sua mãe. Demorei algum tempo para me dedicar a eles, mas depois não parei mais. A maioria, contudo, não existe mais. Não sobreviveu a minha rebeldia. Hoje tenho outro caderno vermelho e gosto de ali esquecer coisas minhas em frases bem pontuadas.

photo_2016-10-21_17-26-21.jpg5 — minha fase favorita dos escritos, quando são apenas rascunhos que pertencem apenas a mim. São promessas futuras que podem ou não sair dessa condição. Foi assim com Lua de Papel e no atual momento é a condição (ainda definitiva) de ‘vermelho por dentro‘… meu novo-velho romance.

DSC_0035.JPG6 — No próximo dia 11… fará — segundo a nossa lenda — catorze anos que estamos juntos… somos rastros e pegadas nos caminhos que es oferecem aos nossos pés. E só para constar: a única soma que faço é dos abraços e sorrisos.

 

Participam desse desafio
Frasco de MemóriaO lado de dentro 

Anúncios

6 comentários sobre “Projeto Fotográfico 6 on 6 | Lembranças…

  1. Triccia Araújo disse:

    Que delícia de viagem… 🙂

    Lembrei-me, também, dos álbuns de fotos, guardados no alto do guarda-roupa e esperando para serem relembrados. Ahhh, quanta magia havia nessas revelações de fotografias… amei reviver isso pelo seu texto.

    E amei o seu texto! As fotos e tudo o que você foi narrando… (me senti em casa, comendo seu pão, sua pasta, lendo seus escritos no caderno vermelho…) 🙂

    Abraço

  2. moçacombrincodepérola disse:

    Ah eu também amo fotografias e guardo comigo duas máquinas dessas analógicas. Uma é uma polaroide inclusive!!! Amei ver um Borges em cima da mesa!!! Ah, e sobre diários, também tenho esse hábito desde pequena. Incentivo da minha mãe que ia comigo comprar sempre aqueles de cadeado. Quando cresci substituí por agendas. Ainda tenho alguns comigo. Sobreviveram. Que bom ler seu texto.

  3. Lu Amorim disse:

    Ahhhh… Que delícia! Minha metade é retrô e se tem uma coisa que adoro e preservo são fotos antigas, o cheiro de álbuns antigos é muito bombom! Adorei as fotos! E é ão maravilhoso sentar e sentir cada pedacinho de nossas vidas nas mãos… e saborear as lembranças…
    Beijos de café com bombom e continue escrevendo, minha Catarina!!

  4. Mariana Gouveia disse:

    Algumas dessas lembranças suas me abraçam na alma…
    Uma das que me acalentam em noites insones é o cheiro do pão a sair quentinho invadindo os corredores…

    Ah, bambina! Ah!

  5. Frasco de Memórias disse:

    Que bonito este passeio pelas suas lembranças passadas e presentes!
    Com passos e pegadas…
    Votos de muitas somas de abraços e sorrisos!
    Bacio!

Pronto para o diálogo? Eu estou (sempre)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s