17 | Um poderoso gole de tudo e nada…

clone tag: 2648716086846190209

Eu nunca me preocupei com os rótulos, só me importei com eles, ao aprender um punhado de coisas sobre vinho… tipo-ano-origem. E levei algum tempo para me acostumar com essa idéia. Nunca fui boa com esse tema:

Acho que os livros que leio, combinam com pesados goles de tudo e nada… café-chá-vinho-água. Gosto de degustar len.ta.men.te. Sentir os aromas entre os sulcos da boca, pelos cantos do corpo. Acusar sentimentalidades conhecidas. Deixar fazer efeito.

Com livros é a mesma coisa. Não escolho capa-título-autor… nada disso. Primeiro eu vou pelo tato. Sinto o papel na ponta dos dedos. Respiro fundo. Guardo o instante. Leio o título, levando-o para dentro. Abro sem preocupação de página e trago de seus aromas. Embriago-me. Respiro fundo. Avanço páginas até encontrar o início. Gosto de sentir aquele solavanco o meio do peito: o cuore, que conforme a leitura avança, vai bombeando sangue pelas veias, oxigenando o corpo para que a mente possa se desprender da matéria e decolar para seu vôo.

Leio o que me toca… romances e poesias e diários e cartas e contos e crônicas. Eu leio… dois ou três ou quatro livros. Vou e volto dessas leituras. Nunca a mesma. Sempre outra.

 


Ana Claudia Ale Helga | Cilene Mansini Fernanda Akemi
Mari de Castro | Maria Vitória | Mariana Gouveia | Obdulio Nunes Ortega


 

maratone-se

Anúncios

8 comentários sobre “17 | Um poderoso gole de tudo e nada…

  1. obduliono outubro 17, 2018 / 21:53

    Eventualmente, tanto quanto vinhos, há livros que amadurecem o sabor com o tempo. Outros, tornam-se vinagres.

  2. Cilene Mansini outubro 17, 2018 / 23:39

    Adorei o cachorrinho da foto 🙂
    E embalada pela sua escrita, fui lendo tudo bem devagar…e eu não sou uma leitora assim, eu sou desesperada, mas não gostaria de ser. Muitas vezes devoro as linhas e depois tenho que voltar e reler. Tanta coisa pra aprender nessa vida ainda.

  3. Fernanda Pedotte outubro 18, 2018 / 8:54

    Que lindo, Lunna!!
    Leio de tudo um pouco ou de tudo um pouco vai me conquistando. Mas não posso negar minha paixão por suspenses.
    Esse sentimento de solavancos no peito durante uma leitura é a melhor coisa.
    Amei!

    bacio

  4. Ale Helga outubro 18, 2018 / 13:43

    Então, não lembro quando foi que li um livro de crônicas, certeza que na minha estante não há, estão chegando aos poucos, os de poesia, estou redescobrindo o prazer…O que mais temos aqui são os romances que são calmamente saboreados…
    Abraços

  5. Amável Casa outubro 18, 2018 / 22:59

    Acho que você esta certa para nos prender a rótulos o importante é a conexão com a leitura e pronto, gosto de variar também na leitura vai do meu momento do que sinto que preciso naquele tempo! amei seu post bjs.

  6. claudia outubro 19, 2018 / 10:56

    Carissima
    Eu também leio de quase tudo, menos terror…
    Um, dois, três por vez
    Amei a foto e seu peludinho
    Bacio

  7. ana claudia de angelo outubro 19, 2018 / 22:00

    Concordo plenamente com você quando diz que lê o que te toca! Adoro isso! E quando coloca no meu blog que com o passar do tempo vamos ficando mais criteriosas , é bem verdade também! Lindo post! Bjs

Pronto para o diálogo? Eu estou (sempre)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s