05 | * Os sutis movimentos do cuore que nos salvam…

DSC_0200

.

Lady S.,

.

Está demasiado quente na Paulicéia contemporânea, minha cara… é verão por aqui e o céu absurdamente azul doura as tramas desse dia. A moça do tempo não se cansa de anunciar em sua enfadonha previsão que vivenciamos o verão mais quente dos últimos anos — como se tomasse emprestado de vossa ironia para pontuar a realidade… enquanto eu olho lá para fora a procura de nuvens.

Passo os olhos por cima das linhas de seu romance primeiro como quem percorre a cidade a pé — antes de o sol aquecer o asfalto — sentindo os músculos e nervos, as irregularidades do caminho e as geografias de ontem, convertidas em paisagem de hoje.

Me aborreço com Marianne e sua maldita ingenuidade… tento decifrar o que pretendia dessa sua menina, mas os rompantes — próprios da pouca idade —, me incomodam. Ralho com suas ações precipitadas-equivocadas. Não a considero a altura do Coronel — um  homem adulto-sensato —, ao contrário de Lizziê que fez Darcy melhor… ela nada acrescenta ao homem que é Brandon e o julga do alto de sua romântica e tola existência, que se encaixa perfeitamente a de Willoughby — não à toa, apaixonam-se…

Não sinto qualquer simpatia por esse rapaz ou por Wickham — são igualmente detestáveis… tal qual um dia de verão agudo. Não os considero vilões… são figuras de caráter duvidoso e você foi brilhante ao desenhá-los. Não nos deixou outra opção que não a de detestá-los — por representar uma espécie de homem que não se extingue — infelizmente.

De todas as suas histórias — sense and sensibility — é a única que me aborrece em seu desfecho. A ironia que escolheu para pontuar a trama me agrada imenso… ao contrário dos remendos feitos — uma espécie de improviso-remendo — que tornam possíveis os enlaces nas últimas páginas. É quase um final clássico  e foram felizes para sempre — que não combina em absoluto com a ousadia vitoriana de sua escrita.

Mas não é possível degustar do outono — a melhor das estações — sem antes vivenciar o verão e seus dias turvos de sol… reconheço, conscientemente que é necessário enfrentá-los para apreciar o cair as folhas.


Participam

Maria Vitória | Mariana Gouveia | Obdulio Nuñes Ortega

.


Anúncios

7 comentários sobre “05 | * Os sutis movimentos do cuore que nos salvam…

  1. Alexsandra Helga de Souza Santos fevereiro 1, 2019 / 20:49

    O calor está insuportável! Será que será possível vivenciar o outono? Jane Austen é muito amor…Já degustei e aprovei Razão é Sensibilidade e pretendo reler…Orgulho é Preconceito reli o ano passado e me apaixonei mais ainda…
    Abraços

  2. Patricia Monteiro fevereiro 2, 2019 / 16:12

    Se em SP o calor está de rachar, imagina aqui no RJ, uma loucura verdadeira! O verão é a estação que menos gosto, mas é como bem disse, é preciso passar pelos dias quentes pra apreciarmos o cair das folhas no outono (e o friozinho do inverno, que amo!). Jane Austen é uma boa pedida para dar leveza aos dias de sol.

  3. Juliana Sales fevereiro 2, 2019 / 18:44

    Preciso admitir que nunca li nada de Jane Austen. E admito também que muito disso se deve ao meu desconhecimento da sua obra e ao pouco interesse que tenho em livros de romance (aqueles que a história inteira é só pra contar as aventuras e desventuras de um casal). Mas já há algum tempo que percebi que as obras de Austen não são meros romances. E já há algum tempo também me decidi a ler alguma obra dela para finalmente decidir se é o tipo de leitura que me agrada ou não. Porém, sempre deixo para depois, porque sempre tem um livro ou outro que me chama mais a atenção. Sua forma de falar nesse post, com tanta intimidade com os personagens, despertou agudamente a vontade de conhecê-los também. Será que era o incentivo que me faltava para finalmente iniciar uma leitura de Austen?

  4. Leitura Enigmática fevereiro 3, 2019 / 11:20

    Amo o calor, mesmo com esse tempo fervente, me sinto super bem e animado para realizar todas as minhas atividades. Segundo as pessoas, porque eu nasci no verão (Dezembro). Adoro o outono e primavera tbm, já o inverno é o meu pior pesadelo.Estou com razão e sensibilidade na minha estante e pretendo ler esse ano ainda. Lindo texto que redigiu.

  5. Luana Souza fevereiro 4, 2019 / 15:55

    Aqui também está muito quente. Às vezes me pego imaginando o quão desesperador devia ter sio na época que as moças usavam vestidos cheios de “fru-fru” e os homens usavam quase que um terno inteiro haha. Sobre as suas reflexões no texto, elas lindamente me lembraram que nunca li nada da autora. Tentei com “Orgulho e Preconceito”, mas acho que não era o meu momento certo para ler.

  6. Retipatia fevereiro 5, 2019 / 19:27

    Cara Lady L.,

    Compreendo alguns instantes de sua missiva, mas antes disso, gostaria de pontuar que é difícil imaginar tempo mais quente do que este que as minhas personagens vivenciam. Talvez seja algo que apenas quem está séculos depois de mim venha a conseguir entender…

    Marianne é espírito. Vívido, incauto e injusto, diversas vezes. Creio que ela perfaz melhor a ideia do que é a vida ainda mais que sua (e minha) caríssima Lizzie. Não que desmereço esta última, há propósito no seu ser. Mas Marianne parece desarrazoada e impossível e não há paralelo melhor com a vida do que este.

    A ironia, como chama, que desenhei as linhas, os passos que dei até desbravar o fim, talvez para ti derradeiro, nada mais é do que saber que nem sempre o que o coração deseja é engrandecedor. E, ainda talvez, seja um momento ao qual acreditar em tolices seja possível. Marianne é possível, julgo eu.

    O verão de Marianne tende a compensar as mais improváveis perfeições que surgem quando se tem ao lado o memorável casal a que todos se ouve falar… Mr. Darcy and Lizzie.

    Desejo tempos mais amenos, assim como os verões…

    Sempre,
    Lady S.

  7. Fê Akemi fevereiro 16, 2019 / 10:23

    Lindo texto!!
    Ahh Jane Austen! Sou apaixonada por Orgulho e Preconceito. Já li e reli.
    Os dias estão insuportavelmente quentes e eu não vejo a hora de chegar o verão. A melhor das estações!!

    Bacio

Pronto para o diálogo? Eu estou (sempre)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s