Aos teus pés

Sempre gostei de caminhar lugar… saber que o meu passo alcançou determinadas paisagens. Às vezes, me surpreendo com o pensamento a vasculhar a memória em busca da primeira vez em que escolhi um calçado. Lembro-me de me sentar num banco com estofamento escuro e agitar os pés no ar.

O jovem atendente da loja de calçados trouxe algumas caixas… todos de um mesmo modelo. Na minha infância não havia dezenas de modelos, tamanhos. A única coisa que variava era a cor do all star. Eu escolhi o vermelho…

E ao sair com ele nos pés para uma caminhada curta pelas ruas da cidade em que cresci, gostava de observar os passos. A maneira como o caminhar se adequava a superfície que pisava e, às vezes, procurava pelo rastro deixado.

Na primeira viagem que fiz após a escolha do meu calçado… estava com a câmera em mãos e, enquanto todos fotografavam prédios e pousavam em frente de estátuas conhecidas; eu fotografei os meus pés nos lugares por onde passei — fato que se revelou quando mio babo retornou com o envelope da casa de fotografias.

Algumas fotografias queimaram, outras ficaram tremidas e fora de foco. Sobreviveram vinte e três fotos que revelavam o lugar dos meus pés naquela viagem. Foi divertido vê-los, à mesa, tentando posicionar os meus passos num mapa particular.

Fomos para a sala, nos sentados no sofá e com os pés nos ares… definimos nosso ponto de partida. E a mania nunca se perdeu. Sigo a fotografar o meu passo-rastro e, às vezes, outros passos se juntam aos meus…

Casa das Rosas — Avenida Paulista/SP com Renata Borges
Aeroporto de Congonhas — SP
Livraria da Vila na Vila Madalena — com Obdulio Nuñes Ortega
Café Fellini na Augusta, em tarde de chá com ervas… e cinema!
Noite de leituras dramáticas na Biblioteca Mário de Andrade/SP
Plataforma da Estação Ferroviária de Jundiaí-SP
Starbucks da Alameda Santos, lançamento de lua de papel

Publicado por Lunna Guedes

Sou sagitariana... degustadora de café. Figura canina e uma típica observadora de pássaros, paisagens, pessoas e lugares. Paciência é algo que me falta desde a infância. Mas sobra sarcasmos para todas as coisas da vida que fazem mais barulhos que cigarras nos troncos das árvores. Aprecio o silêncio e falas cheias, escreve-se em prosa por apreciar a escrita em linha reta. Tenho fases como a lua... sendo a minguante a minha preferida!

3 comentários em “Aos teus pés

  1. Muito bom! Sabe que adoro calçadas, ainda mais destas desenhadas que encontramos em toda parte! Mas não costumo fotografá-las, uma pena, são verdadeiras obras de arte!

Pronto para o diálogo? Eu estou (sempre)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: