No repeat…

Eu sou — sempre fui — uma criatura musical. Vivo no ritmo dos passos, dos sons que regem meu caminhar. Sou feita de silêncio… fecho os olhos para ouvir-me por dentro, onde tudo acontece — ferve. Gosto imenso do som do vento, dos trovões e todo o tipo de som que vem das ruas: freadas, sirenes, o avião que cruza os ares, restos de diálogos, risadas e latidos pelo caminho. Um grito que ressoa no ar, no meio à noite e os pássaros em seus vôos rasantes. 

Quando me sento para escrever, preciso descobrir o ritmo das palavras. Cada texto tem sua própria trilha sonora. Quando leio, no entanto, só quero o som da minha própria voz porque é ela quem determina o lugar dos pontos e vírgulas.

Durante o dia… enquanto pensava no que iria escrever e quais músicas separar para compor esse post coletivo, lembrei-me da minha sonata — um presente do nonno. Achei o máximo aquele aparelho pequeno. Uma caixa de madeira feita por ele onde encaixou o mecanismo. Ficava guardada no meu guarda-roupas, sometimes. A maior parte do tempo estava em cima da cama ou da minha mesa a tocar meus discos. Tive uma dúzia e meia deles. Os meus favoritos eram os clássicos. De Chopin a Tchaikovsky. Mas, dentre todas as canções orquestradas, a minha favorita sempre foi Outono, de Vivaldi. A canção interpreta o envelhecer das folhas nas árvores e antecipa a queda. Me vejo por ai, a andar calçadas e recolher do chão uma folha.

Durante a minha primeira década de vida… eu andava por aí, com fitas k7 gravadas pelo mio babbo e fones de ouvido. Clássicos, óperas, jazz e tangos (que eu amava). Era a criatura das músicas estranhas. Era a minha maneira de permanecer dentro, intocável pelos sons alheios que tanto me incomodavam.

Fui apresentada ao Rock e foi paixão a primeira canção. Não me esqueci da primeira vez em que ouvi stairway to heaven — e a sensação do cuore a pulsar significados apenas meus, foi imensa e levou dias para deixar a pele. Certas músicas são assim… atravessam a matéria e colam na alma. Me levam para direções outras-tantas. Uma espécie de vôo por cima das paisagens que componho quando sento para escrever…

Léon é uma cantora suéca que lançou três álbuns e eu a descobri através da música Surround me e tem me feito companhia desde então. Quase todos os meus escritos se orientam por sua voz. Mas, na hora de conversar com o teto — antes da escrita — tenho ouvido The National… uma banda estadunidense de indie-rock e post-rock-revival com um vocalista dono de uma voz cavernosa, que já lançou sete incríveis álbuns, aos quais fui apresentada há pouco mais de três anos.

É isso… na minha playslist de momento toca — quase sempre — as mesmas músicas, os mesmos ritmos. Vez ou outra chega algo novo… geralmente desconhecido da maioria do público. Uma amiga ouve e diz que se lembrou de mim ao ouvir o ritmo, a voz e a letra… e me imaginou a escrever uma das minhas histórias. A última a chegar foi Blues Skies do Noah and the Whale, uma banda de indie folk inglesa.


Darlene ReginaIsabelle Brum Mariana GouveiaObdulio Nuñes OrtegaRoseli Pedroso

Publicado por Lunna

É sagitariana... degustadora de café. Figura canina e uma típica observadora de pássaros. Paciência lhe falta desde a infância. Mas sobra-lhe sarcasmos para todas as coisas da vida que fazem mais barulhos que cigarras nos troncos das árvores. Aprecia o silêncio e falas cheias. As que se repetem com facilidade de boca em boca despreza... Lacaniana por opção.... E completamente apaixonada por mulheres que usam a escrita como uma navalha afiada que corta enquanto é carne. Escreve à noite e reescreve pelas manhãs. Gosta de calçadas e corujas. Anda sozinha ou acompanhada, tudo depende da fase... minguante é a sua preferida!

11 comentários em “No repeat…

  1. Lunna, gostei demais de sua playlist. Vivaldi foi minha companhia por muito tempo e até hoje, as vezes enquanto escrevo, ouço. Os que ainda não conheço, vou atrás pois gosto de novidades musicais. Bacio

  2. Sei que serei apedrejada mentalmente mas… Desde que comecei a estudar música tomei verdadeiro terror aos clássicos. Não consigo ver sentido em instrumentos sem voz, é como se algo estivesse incompleto. Engraçado que ouvia muito na infância/adolescência. Ópera ainda me acompanha vez ou outra.
    Gostei bastante da tua playlist, em especial da Léon, que eu não conhecia.

    Beijos

  3. Bem, jamais apedrejaria alguém (mentalmente ou não) por opiniões ou gostos. Abro exceção para quem defende políticos, ok? rá
    Eu amo instrumentos sem voz porque me permite o silêncio por dentro, que tanto preciso. Certos sons (voz principalmente) às vezes, me perturba e eu só quero a música. O som dos acordes e nada mais… gosto de perceber cada instrumento.

    Ps. Depois me diz o que achou de Léon.

  4. Gostei bastante, principalmente pelo seu gosto musical contemporaneo se assemelhar demais ao meu. Não conhecia estes artistas, mas já estão com uma lista de espera para serem ouvidos assim que eu buscar alguma novidade na minha trilha sonora!

  5. Gosto de algumas bandas indies, Noah… está entre elas, mas nem tanto que perdure. Dos clássicos, gosto de Bach e Tchaikovsky. Ópera e canto lírico me arrebatam e você sabe. Me fez chorar certa vez com Mio Bambino Caro. Os que não conheço, como Léon, vou buscar conhecer. ¡Gracias pela lista, Lunna!

  6. Por indicação tua Léon se tornou rotina aqui. Adorei sua lista! Grazie por me permitir participar sempre! Bacio

  7. Eu realmente não sou uma pessoa musical! Faz tempo que não ouço música, fico no meio de tanto “barulho”, que só quero paz…Nada de vozes, sons, nada de nada…Já minha filha só sabe fazer as coisas com música…Engraçado, da onde teria adquirido essa “mania”???
    Por quase nunca ouvir músicas, não participei dessa BC.
    aBRAÇOS

Pronto para o diálogo? Eu estou (sempre)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: