Como escrever um romance

Quando decidi escrever lua de papel — meu primeiro romance — eu não tinha muita coisa. Uma parte de mim estava atordoada com a possibilidade que não era inédita. Eu havia escrito algumas histórias… sem compromisso algum com o universo literário. Era apenas uma pessoa-comum— que não tinha a menor intenção em ser escritora, mas que não resistia a narrativa. Eu brincava de equilibrar vogais e consoantes em frases imperfeitas, deixadas nas páginas de um caderno — tímido por nunca ser usado nas monótonas aulas de geografia.

A história escrita naquelas linhas… alcançou um público juvenil — alunos do famoso highschool e me assegurou a indicação para uma vaga no Jornal do colégio. Foram dias interessantes. Ser indicada para ser a autora da peça de fim do ano da turma, no entanto, me fez perder a alma, a paz e o que me restava de lucidez.

Mas, nada disso serviu para o momento em que eu disse em voz alta — a fim de me convencer — que iria escrever um romance

O que eu tinha em mãos era uma história-futura… pronta. Uma vivência completa e definitiva. Uma mulher casada, com um par de filhos e uma mentira repetida exaustivamente a fim de se convencer. A pele, no entanto, não aceitava o molde imposto e rebelava-se.

Mas, como chegar a esse destino final? De onde partiu Alexandra? Qual caminho percorreu até atracar na figura que se sentou à mesa da minha cozinha para uma xícara de chá? Passei dias a dialogar com o teto-branco em busca de respostas… enumerei tudo o que eu não sabia e fui me sentar diante do computador, onde permaneci durante um bom tempo a espiar o cursor do Word a piscar incansável, no mesmo ritmo do mio cuore.

Escrever a história de lua de papel foi rápido… o que eu nunca contei a ninguém é o tempo em que tudo ficou dentro de mim — aprisionado…

Abril [entre tantas coisas] é o mês do B.E.B.A e lá vamos nós…
e eu terei companhia nessa aventura diária 

Adriana AneliAlê HelgaClaudia Leonardi Darlene Regina
Mariana GouveiaObdulio Nuñes OrtegaRoseli Pedroso

Publicado por Lunna Guedes

lunnaguedes... sagitariana. degustadora de cafés. uma flecha em voo rasante. colecionadora de silêncios. detesta dias de sol e ama dias de chuva. ama o outono em qualquer lugar. escreve por escrever somente. seu único compromisso é com seus abismos, onde salta para sentir a sensação de queda adestradora de pretéritos e desafiadora de futuros... a direção na qual a ponta do grafite avança. ponto final é uma coisa incompreensível. gosta de vírgulas e exclamações.

22 comentários em “Como escrever um romance

  1. Estou ansiosa aqui pela chegada do meu novo exemplar.
    E pode se preparar porque se você mudou a história toda, eu vou reclamar muito
    Você sabe que eu me identifiquei muito cm a Alex, mas ontem ao lar como surgiu a personagem, fiquei um pouco incomodada. Não é a minha história. Mas sou do interior e já deixei alguns sonhos passarem e acreditei que era melhor não tentar. hehehehehe

    1. Você está sempre ansiosa, minha cara… deve ser a fase lunar que rege seu corpo-mente.
      Mas, quanto a sua ligação com Alex, entendo… eu já tive minhas desavenças com a personagem, mas hoje eu a observo e só
      bacio

  2. Sei que há histórias a serem expostas esperando apenas o momento exato de sair. Algumas, naturalmente, como um parto sem intercorrências (sem a real dor do parto biológico). Porém, há histórias que nos rasgam de dentro para fora, feito um filhote alienígena. Costumam ser as melhores…

    1. Temos relações diferentes com as narrativas, o que é natural.
      Eu nunca penso em parto… aliás, nem gosto dessa palavra, que considero horrível.
      O ato de narrar para mim está mais relacionado a oralidade, talvez, por isso, eu necessite escrever e falar para ouvir-me.

      bacio

  3. Um dia ei de escrever um romance. Por enquanto ele ainda está como você descreveu, aprisionado em mim. Espero um dia também poder ler a sua obra, pois adoro o seu trabalho aqui no blog! ❤

  4. Ah, eu Amo cada personagem, que vestes e cada história que transborda.
    E amo mais ainda toda essa tua inquietude juvenil, liberta e extremamente criativa., minha CATARINA!

Pronto para o diálogo? Eu estou (sempre)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: