06 ON 06 | vício

Sempre achei interessante a definição de vício… que deriva do latim vitium. Lembro-me de ser advertida ao dizer em voz alta que era viciada em livros. Não era sensato fazer tal afirmação. Dei de ombros e segui em frente.
Mas, o que seria exatamente um vício? Afirmar em voz alta ser dependente de algo ou anunciar ao mundo um defeito grave-leve… Mas, e aquelas pequenas coisas que repetimos a exaustão ficariam a salvo se denominadas por outro substantivo? A psicologia identificou o TOC (transtorno obsessivo compulsivo) e outras tantas formas de neuroses. Algumas pessoas alardeiam como hábitos-manias, palavras melindrosas…
Eu prefiro… vício! — que defini-me e dá movimento a certas coisas mecânicas que repito incansavelmente. Desde a infância que não gosto… evito arrumar a cama por gostar dos rastro que a noite e os corpos deixam nos lençóis. Arrumá-la me aborrece porque parece quarto de hotel, com camareiras cumprindo a regra de dobras. E eu não sei escrever sem uma xícara por perto — chá-café ou um copo com água. Preciso de pequenos goles, da mão ocupada, do peso e do aroma…
São os tais placebos que ajudam na concentração. Se falta, a escrita-leitura escapa…

01 – Há dias em que eu sinto no ar um instante perfeito e pronto… quero misturar ingredientes e preparar uma fornada de pães. É coisa antiga, da infância… dos dias na casa da nonna. Ela dizia: quando tudo mais falhar, faça pães. Se estou feliz-satisfeita-triste-melancólica, algo em mim repete a frase de efeito: vontade de fazer uma receita de pães. E pronto…

02 – Ao sair para as ruas, estou sempre atenta as recortes urbanos que a cidade exibe. Vez outra, o olhar dispara um clique… uma ruína se oferece e eu começo a desenhar — por dentro — uma realidade apenas minha…

03 – Eu meço os passos ao caminhar… e vejo onde piso. Gosto imenso de saber o chão e suas irregularidades e ver a maneira como os outros pisam-caminham. Gosto imenso de pisar folhas e ouvir o som dos meus passos. E adoro fotografar as minhas pegadas-rastros…

04 – Não sei dizer quanto tempo eu já passei a espiar janelas e portas… sempre descubro personagens únicos-interessantes e preciso desenhá-los — primeiro, por dentro e, depois, quem sabe… no papel!

05 – Eu preciso ter vários livros por perto, ao alcance das mãos… para intercalá-los quando um me deixa sem ar-paz-sossego. Já tentei ler um único livro por vez. Falhei miseravelmente. Preciso me distrair do lugar para onde fui arremessada por uma leitura e apenas outra leitura consegue tal efeito.

06 – É a primeira coisa que faço pela manhã… e invento mil desculpas ao longo do dia para bebericar uma boa xícara de Café… que acalma, afaga e me faz recomeçar textos, finalizá-los ou me ajuda a digerir certos discursos. Por falar nisso, depois de selecionar essas fotos e escrever esses textos, preciso ir ali… apertar o botão da máquina de expresso!

Darlene ReginaMariana GouveiaObdulio Nuñes Ortega

Publicado por Lunna

É sagitariana... degustadora de café. Figura canina e uma típica observadora de pássaros. Paciência lhe falta desde a infância. Mas sobra-lhe sarcasmos para todas as coisas da vida que fazem mais barulhos que cigarras nos troncos das árvores. Aprecia o silêncio e falas cheias. As que se repetem com facilidade de boca em boca despreza... Lacaniana por opção.... E completamente apaixonada por mulheres que usam a escrita como uma navalha afiada que corta enquanto é carne. Escreve à noite e reescreve pelas manhãs. Gosta de calçadas e corujas. Anda sozinha ou acompanhada, tudo depende da fase... minguante é a sua preferida!

12 comentários em “06 ON 06 | vício

  1. Maravilhosos esses “vícios”, mas nunca tinha olhado para esses momentos dessa forma. Na verdade, nunca dei nome a esses escapes, que nos realinham durante os dias. Talvez eu seja viciada e nem saiba… rs

  2. Vim doida para comentar e eis que o pão… ah, o pão! Você me viciou nele e estou sofrendo abstinência. Rá!

  3. Interessantes que algumas coisas nos servem como gatilhos. Tal como você, só consigo escrever, estudar, ou simplesmente ler algo na presença de uma bebida quente. É meio que instantâneo, faça um café e abra o computador, ou pegue o café a abra o livro. Mas eu gosto dessa maneira, e quero destes pães pra mim… Deu saudade da infância e da casa da vó.

  4. Tomar logo ao acordar uma xícara de café também é meu vício. Aliás tomar várias xícaras ao longo do dia é meu maior vício! Adoro café. Amei as fotos, transmitem beleza e delicadeza ❤

  5. hehehe, fiquei com vontade de tomar uma boa xícara de café agora ❤
    Amei a seleção de fotos, bem como os "vícios", que a meu ver lhe transmitem certa paz, tranquilidade e alegria no cotidiano.
    Abraços.

Pronto para o diálogo? Eu estou (sempre)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: