Palacete São Jorge

Localizado na Rua Carlos de Sousa Nazaré

Precisei ir à 25 de março… comprar fitas de cetim para costurar os livros e aproveitamos para comprar azeitonas, queijos, no Mercado da Cantareira, que estava lotado. Escapamos de lá e depois de percorrer os labirintos da região, fui surpreendida pela fachada do Palacete São Jorge

A região da 25 de março esta cada vez mais ocupada por chineses e seus “negócios da china”. Mas eu duvido que a influência árabe irá desaparecer.

O Palacete São Jorge — um investimento do árabe Rizkallah Jorge Tahan que fez fortuna o início do século passado vendendo em seu estabelecimento comercial — na Rua Florêncio de Abreu, a Casa da Bóia –, materiais hidráulicos, em uma cidade que começava a crescer…

A fortuna permitiu a Rizkallah Jorge expandir seus negócios para outras áreas e foi na construção civil que ele investiu pesado…

Inaugurado em 1930… é um importante patrimônio histórico de São Paulo que foi tombado no ano de 2016. A arquitetura exibe características de sua época e um estilo eclético… padrão arquitetônico paulistano das primeiras décadas do Século XX.

A construção não pode ser considerada um arranha-céu por possuir apenas cinco andares. Mas as torres impressionam pelo tamanho.

Agosto [entre tantas coisas] é o mês do B.E.B.A
e eu terei companhia nessa aventura diária:
Mariana Gouveia – Obdúlio Nunes Ortega – Suzana Martins
Darlene Regina – Mãe Literatura – Alê Helga – Roseli Pedroso

Publicado por Lunna Guedes

Sou sagitariana. Editora de livros artesanais. Autora de romances. Degustadora de café. Uma típica observadora de pássaros, paisagens, pessoas e lugares. Tenho fases como a lua... sendo a minguante a minha preferida!

17 comentários em “Palacete São Jorge

  1. Lunna, percebi que a caminhada por si só já é poesia. Que coisa linda! Vc é uma felizarda, abençoada por descobrir a cidade e nos mostrar com tanta sutileza!

    bjs

  2. Conheço esse palacete. Lindo! A Rua Florêncio de Abreu guarda outras preciosidades e uma delas mereceu um texto mais extenso chamado Caminhando Pelo Passado Presente.

  3. Vamos no seu ritmo pelos lugares por onde você passa. A busca pelas fitas rende excelentes recantos!

Pronto para o diálogo? Eu estou (sempre)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: