18 |  Deixa o coração se apaixonar pelas paisagens

Cara Roseli,

Passei a noite com os olhos a piscar realidades… Vigiei a tela da televisão. De filme em filme… fui saltando para cá e para lá, sem me apegar a nada. Vez ou outra, o olhar se voltava para dentro e ficava por lá, a vigiar outros dias-semanas-meses, sem pousar em nada. Sabe aquela sensação líquida, de chuva na vidraça e o dedo a seguir às gotas que escorrem cristalinas pelo lado de fora do vidro?

Mas não choveu… e havia promessa de sol. Por ser domingo, eu sabia que teria de ir à feira, fazer bolo ou uma receita de pão, no meio da tarde. Mas eu não vi as horas desse domingo passaram. De repente, a noite cobria a cidade com seu poderoso manto escuro. Gosto imenso de apreciar o momento em que as luzes se acendem ao longo da Alameda… nas janelas dos prédios.

E, ao olhar lá para fora, dentro dessa noite que segue avançando horas a dentro, pensei nos dramas de Cecília… que não consegue preencher seus vazios. Gosto imenso dessa personagem, que não é a principal. Mas é uma antagonista interessante que dobrou de tamanho desde o primeiro parágrafo.

Ela é uma artista plástica que lida com o barro. É curioso vê-la com as mãos úmidas a trabalhar a argila. Combina com a pessoa que ela é… Uma figura que valoriza o silêncio e os espaços menores. A primeira exposição dela foi em uma pequena sala. Duas peças que exibiam um toque sofisticado e criativo. Soube mais tarde que foram adquiridas por João Victor — um personagem de poucas palavras.

Cecília, minha cara… não foi pensada-tramada. Nem mesmo a sua arte foi investigada por mim. Tudo o que sei dela, foi surgindo enquanto escrevia. Uma espécie de experimento que se assemelha à feitura de uma fornada de pães.

Foi estranho escrever Cecília sem nada saber, no escuro. A sensação que eu tenho é que sai de casa e fui para um dos cafés da cidade e, de repente, engatamos uma conversa-muda. Entre goles, a ouvi narrar a sua história.

Falou de Augusto, o homem que a encantou num primeiro momento para desapontá-la depois. E antes de falar de João Victor, fez uma pausa e pedi outro expresso. Ela parecia querer ouvir a própria voz reverberar pelo espaço ao dizer que não olhou para ele quando foram apresentados. Respiro fundo enquanto aprecio o susto que acontece quando se dá conta de que uma mulher-artista enganou-se com os dois homens de sua vida.

Cecília é a mãe de Milena, a personagem principal… de quem sei tudo-tanto, ao contrário dessa mulher-artista que não consegue se relacionar com a parte que sobreviveu. A perda a feriu gravemente; fazendo-a mergulhar na loucura. E depois de seguidas internações, passou a fingir lucidez. Mas a convivência com a filha que lhe restou, não foi fácil… e no momento em que narro, atinge o ápice do caos.

Sylvia Plath tinha razao, as personas são as nossas melhores paisagens…

Au revoir

Setembro [entre tantas coisas] é o mês de Missivas de Primavera
e eu terei companhia nessa aventura semanal
Mariana Gouveia – Obdulio Nuñes Ortega – Roseli PedrosoSuzana Martins

Publicado por Lunna Guedes

Sou sagitariana... degustadora de café. Figura canina e uma típica observadora de pássaros, paisagens, pessoas e lugares. Paciência é algo que me falta desde a infância. Mas sobra sarcasmos para todas as coisas da vida que fazem mais barulhos que cigarras nos troncos das árvores. Aprecio o silêncio e falas cheias, escreve-se em prosa por apreciar a escrita em linha reta. Tenho fases como a lua... sendo a minguante a minha preferida!

5 comentários em “18 |  Deixa o coração se apaixonar pelas paisagens

  1. Tenho a impressão que certos personagens surgem como se fossem estranhos que se fazem presentes para que tentemos desvendá-los, feito um jogo de adivinhações. Parece ser o caso de Cecília.

Pronto para o diálogo? Eu estou (sempre)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: