O interesse do leitor

No último encontro do Clube de Escrita da Scenarium… uma pergunta feita por Isabel — uma das alunas — ficou comigo, viajando pelas linhas de meu corpo. Gosto imenso quando acontece. Meu pensamento navega por inúmeras direções ao longo de um dia. Enquanto costuro os muitos pedidos feitos nas últimas semanas, preparo textos e façoContinuar lendo “O interesse do leitor”

Colecionadora de palavras

Sai para as ruas na primeira hora – coisa pouco comum a mim… Acontece que as Alamedas queriam os meus passos e em meio à intranquilidade que habita a minha pele nesses últimos tempos, deixei-me levar pelos contornos do bairro em busca de paz. Era o que eu precisava e geralmente é o que eu encontro quandoContinuar lendo “Colecionadora de palavras”

velhos hábitos

setembro. outro lugar. realidade. recordei a lista de material escolar. a escola não era o meu lugar preferido-favorito. era apenas um lugar. causa maior de meus cansaços. gostava mesmo era do ritual de papelarias. escolher os cadernos. adquirir os livros. sentir o cheiro de papel intocado. provar do sabor de linhas a preencher. imaginar o desenhoContinuar lendo “velhos hábitos”

Conto Sete Pecados  | com pasta fere, com pasta será ferido…

Giovana vivia sozinha em seu Studio, no centro de São Paulo. Figura discreta e disponível para ajudar os moradores do prédio que brotava no chão com seus oito andares voltados para o viaduto Major Quedinho, perto da famosa lanchonete do Estadão e a meia dúzia da simpática Avenida São Luiz, por onde adorava passear. MuitoContinuar lendo “Conto Sete Pecados  | com pasta fere, com pasta será ferido…”

Meus naufrágios

É um não-livro! Um calhamaço de páginas onde textos se escrevem, em forma de ensaios-crônicas-diálogos, que levam de encontro a um questionamento natural: de quantos fracassos é feita uma vida? Eu escrevi sem compromisso com a literatura — missivas guardadas em envelopes selados e com um destino: a autora do livro meus desacontecimentos: Eliane BrumContinuar lendo “Meus naufrágios”

22  | Escuto o silêncio de boca-a-boca, de porta-a-porta

Quando começo a desenhar um personagem… passo horas inteiras a observar a vida em movimento — em busca de certos sinais. Narrativas dependem de pequenos detalhes que apenas a realidade é capaz de ofertar: a cor dos olhos, da pele, o jeito dos gestos, a maneira como o sorriso se precipita nos lábios, o tipoContinuar lendo “22  | Escuto o silêncio de boca-a-boca, de porta-a-porta”

Conto Sete Pecados  | bonapetit

Pouco depois do meio-dia… ela foi às compras! Passeava com alguma segurança por entre as gôndolas do supermercado. Tinha em mãos, uma lista de ingredientes! Observava com minuciosa atenção cada item que recolhia das prateleiras. Em sua mente, urdia o cardápio elaborado para agradar o paladar de seus convidados. Arrumou a casa, a mesa eContinuar lendo Conto Sete Pecados  | bonapetit

Vermelho por dentro

Vermelho por dentro é o meu segundo romance e é um livro sobre mulheres — essencialmente.Não há protagonismo de uma ou outra personagem. Cada uma tem suas próprias histórias e um tempo para dizer-se em cada uma das páginas. A narrativa começa — não por acaso — com um casarão, em Paris… onde uma mulherContinuar lendo “Vermelho por dentro”

Conto Sete Pecados  | A inveja nossa de cada dia…

Ela corria — em fuga — pelas ruas com a cabeça coberta por uma revista. Os passos imersos em pressa saltavam por cima das poças que se multiplicavam pelas calçadas encharcadas da cidade. Mantinha certa distância da rua para evitar o banho gelado da água que os carros jogavam para cima da calçada. Estaria a casa naquelaContinuar lendo Conto Sete Pecados  | A inveja nossa de cada dia…

Romance Lua de Papel

O amor com furor, por meio do objeto amado, alguma coisa que está para além dele. E como não a encontra se desespera D. Miguel de Unamuno Lua de Papel — meu primeiro romance — conta a história de Alexandra Mendes, uma menina do interior… nascida num vilarejo encolhido entre montanhas e que sonha fugirContinuar lendo “Romance Lua de Papel”