Obrigatório não ver…

Estava em Coimbra, no ano de 2016 para dias de re-encontros… e fui levada pela mão — conduzida feito criança — à exposição da Poeta Ana Hatherly… um convite à poesia experimental de vanguarda na Rua Castro Matoso… Ao vagar pelos espaços da casa me deparei com a escrita-mural — pouco conhecida no Brasil, emboraContinuar lendo “Obrigatório não ver…”