eu ainda não virei a página

“Depois de escrever, leio… Por que escrevi isto? Onde fui buscar isto?De onde veio isto? Isto é melhor do que eu”… Fernando Pessoa Travei nas últimas horas uma batalha com algumas palavras — que reunidas formaram um título e acabou sendo uma espécie de jogo da Forca… onde se oferece vogais e consoantes, na tentativaContinuar lendo “eu ainda não virei a página”

32 / 365… — outro capítulo…

Um grande escritor de ficção cria — por meio de atos de imaginação, por meio de uma linguagem que parece inevitável, por meio de formas vividas — um mundo novo, um mundo único, individual: e ao mesmo tempo reage a um mundo , o mundo que o escritor compartilha com outras pessoas, mas que éContinuar lendo “32 / 365… — outro capítulo…”