04 | Aos sábados…

Durante uma conversa virtual-despreocupada com um escritor nessa semana, ele pontuou — ando a viver um sem-fim de domingos. Eu solucei qualquer coisa de sorriso e silêncio nos lábios  porque faz muito tempo que me perdi dos dias e suas rotinas engessadas. Antigamente eu sabia quando era sábado-domingo — dias regidos por movimentos conhecidos. ComeçavaContinuar lendo “04 | Aos sábados…”