Da lista dos mais lidos para a minha estante

A maratona literária de maio chega ao fim hoje… e, acho que esse foi o texto-proposta-post mais difícil de elaborar porque eu não sou o tipo de leitora que segue trilhas, indicações ou as famosas listas que se multiplicam na internet.Mas, sou do tipo que não pode ver um livro em mãos alheias, que fazContinuar lendo “Da lista dos mais lidos para a minha estante”

escrito por um homem

Nem precisei observar as minhas caixas de livro ou o meu baú para escrever esse texto. Mas o deixei para o fim da noite porque o dia foi longo e eu estava ocupada com o projeto de um livro, de poesias.Pensei ao longo do dia e suas horas desarticuladas, a pensar nos livros-lidos. Como jáContinuar lendo “escrito por um homem”

escrito por uma mulher

Eu tenho dez caixas de feira… cheias de livros e um baú artesanal. Fora os livros que espalho pelos cantos do apartamento. E ao observar os meus títulos todos — como eu já disse anteriormente, não sou uma colecionadora — fico imensamente satisfeita por dizer que, a maioria por aqui, são de Mulheres.Li muitos autoresContinuar lendo “escrito por uma mulher”

Um livro esquecido na prateleira

Passei algum tempo em pé, a observar os meus livros, enfileirados nas caixas de feira, convertidas em prateleiras… porque eu sou o tipo de leitora que não dá paz aos seus livros. Sempre os levo para algum canto — do sofá, da mesa, da mesinha de cabeceira. Gosto de tê-los ao alcance das mãos, principalmenteContinuar lendo “Um livro esquecido na prateleira”

Minha última leitura…

Quando o seu trabalho envolve a leitura de manuscritos que podem ou não virar livros… o ato de ler ganha outro sentido-dimensão.Na semana que passou… li alguns manuscritos e um deles me pediu especial atenção, enquanto o outro, foi descartado. Na noite de sábado uma sequência de poemas chegaram a minha caixa de entrada eContinuar lendo “Minha última leitura…”

O último livro comprado

Uma das coisas que eu mais gostava de fazer… era sair de casa e caminhar calçadas com destino a uma livraria. Nem sempre tinha o título de um livro em mente e seguia sem Norte, com o meu caminhar despreocupado, consciente de que ao chegar lá, seria guiada por uma divindade qualquer. Porque se existeContinuar lendo “O último livro comprado”

O tipo de leitora que eu sou?

Enquanto esperava pelo apito da chaleira, pensava nesse primeiro post da maratona literária de maio… resolvi fazer uma rápida pesquisa no Google e descobri uma infinidade de respostas para essa pergunta. E me diverti com as categorias inventadas — uma espécie de caixa –, determinando o que, quem, como, quando, onde…Bookaholic, concentrado, indeciso, dramático, poeta,Continuar lendo “O tipo de leitora que eu sou?”