Ser escritor,

  Faz alguns dias que anotei o título desse post num pedaço de papel. Desde então penso numa espécie de resposta. Naveguei por aí. Andei ruas. Dobrei esquinas. Entrei e saí de estações. Encontrei pessoas. Mergulhei em olhares vazios-cheios. Admirei o céu de Abril e sua lua cheia num falso amarelo. A poluição da cidadeContinuar lendo “Ser escritor,”

Das polêmicas que surgem e eu coleciono…

Há sempre algumas pilhas de livros sobre a minha mesa de trabalho porque sou dessas leitoras inquietas que, salta de livro em livro — romances, poesias, novelas, crônicas, contos — tudo depende do momento que a pele atravessa. Há também os livros que chegam — inacabados-rasos-rarefeitos, raramente prontos — através do correio eletrônico… e osContinuar lendo “Das polêmicas que surgem e eu coleciono…”