27 — Pedras no caminho de ninguém

São Paulo, mais um ontem que vai longe… Meu caro, Hoje eu escrevo desse meu novo cenário… Cores e sombras se multiplicam pela paisagem. Estou gostando desse “retângulo” com móveis e tapete marrom na porta. Eu queria um vermelho, mas não consegui encontrar. E você sabe como tenho pouca — ou nenhuma — paciência paraContinuar lendo “27 — Pedras no caminho de ninguém”