6 ON 6  | Espaços em branco…

Desde a infância que eu adoro espaços em branco… a folha primeira do caderno, o bloco de notas ou a tela do Word com o seu cursor a piscar possiblidades. Nunca soube usar a expressão “deu branco”. O vazio mental não é algo que acontece em mim… Vez ou outra, o olhar trava em algumaContinuar lendo 6 ON 6  | Espaços em branco…

6 on 6  |  A… gosto da persona que escreve enquanto passeia calçadas!

Eu demorei a compreender o ritmo dos meus passos e a necessidade de movimento por calçadas. Sentir o lugar. Admirar a paisagem. Aprender os caminhos. Eu saia para as ruas e dificilmente repetia o traçado. Ou virava uma esquina antes ou uma depois. Seguia em linha reta e, de repente, a bússola do meu corpoContinuar lendo “6 on 6  |  A… gosto da persona que escreve enquanto passeia calçadas!”

 6 on 6 | Meu quintal

Eu não sou o tipo de pessoa que fotografa plantas e árvores. Meu olhar vasculha a geografia urbana em busca de alicerces humanos: prédios, casas e um sem-fim de construções erráticas. E, como resido em um bairro sob o efeito perverso dos investimentos imobiliários, tenho feito registro de casas que evaporam de um dia paraContinuar lendo ” 6 on 6 | Meu quintal”

6 ON 6   | 3 x 4

Quando escolhi o tema para esse 6 ON 6 tinha encontrado uma das minhas poucas fotos 3 x 4 que guardo comigo e que foi retirada no Campus de Coimbra para o cartão de estudante da UC… na hora do clique, uma viagem pelo meu passado. Eu tinha outros documentos de identificação: um para meContinuar lendo “6 ON 6   | 3 x 4”

6 on 6 | Crepúsculo

Desde a infância que tenho paixão pela hora do crepúsculo… não me lembro o exato instante em que ao olhar pela janela percebi qualquer coisa de pausa na realidade das coisas humanas. Mas a sensação nunca se perdeu-esvaziou — segue em meus poros. Estiquei o olhar lá para fora e percebi que havia um exatoContinuar lendo “6 on 6 | Crepúsculo”

6 on 6  |  Arte de rua…

Gosto imenso de sair para as ruas, com o passo solto e o olhar atento para ver o que me atinge — feito um raio. Uma das primeiras andanças das quais tenho lembranças vem lá da infância… andávamos pelos arredores do bairro em que moravámos e ao atravessarmos uma das muitas ruas estreitas da cidade,Continuar lendo “6 on 6  |  Arte de rua…”

6 on 6  |  Em 2021 eu…

Eu aterrissei em 2022… segundo o calendário. Mas lá fora nada mudou. O mundo continua impregnado pelo caos humano, embora a causa seja um vírus, somos nós o problema… a causa e a consequência. Fui dormir antes da meia-noite e não ouvi fogos, o estouro das rolhas, as comemorações. Não estava em paz comigo eContinuar lendo “6 on 6  |  Em 2021 eu…”

6 ON 6  |  ho ho ho

Eu me lembro de uma única comemoração de Natal… Aproveitamos a época das festas para ir visitar J., que não frequentava os encontros familiares para evitar desconfortos para a sua esposa, que era católica e tinha o hábito de festejar o nascimento do menino cristão… 1 — Levamos uma rosca de yule feita com massaContinuar lendo “6 ON 6  |  ho ho ho”

6 ON 6 | Feitiço

Quando criança aprendi um significado bastante peculiar para a palavra feitiço… e não tinha relação alguma com os desenhos da disney ou as invencionices populares a respeito de bruxarias e santerias. Tinha relação com o que era feito na cozinha: as panelas escolhidas, os ingredientes, o preparo. Sempre tinha pequenos detalhes que faziam a diferençaContinuar lendo “6 ON 6 | Feitiço”

6 ON 6 | vistas

Nunca fui de terra-batida, apesar de apreciar trilhas verdes… e amar ouvir as batidas do cuore no cume de uma montanha. Mas o lugar dos meus pés sempre foi o cinza do asfalto. O olhar — desde a infância — acostumou-se a beber das silhuetas dos edifícios urbanos e o corpo a tropeçar em figurasContinuar lendo “6 ON 6 | vistas”