6 on 6 | Meus livros…

É por isso que dou tanto valor à pequena frase ‘não sei’. É pequena, mas voa com asas poderosas. Expande nossa vida para incluir espaços que estão dentro de nós, bem como vastidões exteriores em que a nossa minúscula Terra pende suspensa.

— Wislawa Szymborska —

.


.

Eu cresci em uma casa com livros… enciclopédias, livros jurídicos e uma vasta coleção literária que passeava por diversos temas: de religião à psicologia e da ficção a não ficção. Eu gostava de observar a ordem dada aos livros nas prateleiras, em cima dos móveis. De ver as anotações feitas em folhas avulsas e compreender o ritmo das marcações nas páginas. Em meu quarto… eu tinha pouco mais de meia dúzia de livros, empilhados e mantidos em pé com a ajuda de um apoiador — comprado em uma feira de artesanato.

dsc_0011

1 — não sou amante de estantes, mas tenho a minha feita de caixas de feira, onde livros se acumulam após serem lidos e deixados ali a espera de nova leitura. A maioria dos livros não ficam quietos-imóveis por muito tempo e os que não saem de lá, em algum momento acabo por dar outro destino a eles… não coleciono livros, eu coleciono leituras.

dsc_0010

2 — até por ser assim que os prefiro em pilhas, ao lado da cama, sobre a mesa de trabalho… sempre ao alcance das mãos. E gosto imenso quando a pilha se forma porque eu os li no decorrer dos dias. Mas tenho um pilha de livros não-lidos também, que me olha e provoca…

dsc_0007

3 — e há os livros favoritos… esse de Campos foi o primeiro que eu comprei em São Paulo, em 2002 — poucos dias após a minha chegada. Estava a transitar pelo Centro velho paulistano e suas ruas antigas, cheias de pessoas apressadas, quando esbarrei numa livraria. Eu tomei um susto porque não combinava com o lugar… disputava espaço com lojas de roupas, calçados de crédito, bancos, perfumarias, doces e as famosas lojas de 1,99 que à época era uma febre.  Entrei… e poucos passos depois encontrei Álvaro de Campos — que até hoje passeia comigo por essa Pauliceia insana.

dsc_0012

4 — e tem aqueles livros que ganham novas versões de tempos em tempos e que eu compro porque preciso ler e descobrir detalhes diferentes na tradução, ralhar com mudanças que a leitora que eu sou, considerar equivocada…

dsc_00145 — e há esse livro, que fica guardado dentro de uma caixa… para que eu me lembre que livros não precisam ser best-sellers e podem ser poucos-únicos. Dois ou três, quatro ou cinco — e, feitos um a um… com palavras-papel-linha e agulha.

dsc_0023

6 — e os livros que são meus em todos os sentidos… pelo tato-fato-aroma-estado. Mas não pertencem apenas a mim, são de outros olhos-bocas-mãos-braços-pernas-pés. Vez ou outra mandam notícias. Dizem como foi sair de mim e ir habitar outra casa-corpo-olhos. Contam-me notícias estranhas. Nem sempre os reconheço. É um bocadito estranho, mas ainda sim, o crédito está escrito na capa: lunna guedes.

.


.

Participaram
Bells| Fernanda Akemi | Maria VitóriaMariana Gouveia | Obdulio Nuñes Ortega  

.


 

Anúncios

13 comentários sobre “6 on 6 | Meus livros…

  1. Retipatia disse:

    Oi e boa noite!
    Já li duas vezes o texto, as fotos foram um cadinho mais, confesso. Eu adoro ver seus posts desse projeto e como você amarra as palavras às imagens escolhidas.
    Fiquei a pensar sobre o bocado de livros do lado de cá e o que me passam. Tem memórias de gente que se foi, de gente que passou de vez, de gente que está aqui e ouso dizer de gente que está por vir… a ideia de sempre poder revisitar tudo que aprecio me é tão cara que daí a dificuldade em desfazer de alguns bocados… rs
    E acho que Vermelho mandou mensagem agorinha, está a combinar com o esmalte de minhas unhas, está voltar e sempre a pensar na Deborah. Uma das personagens que mais tenho apreço. Muito distante de quem sou e, ao mesmo tempo, tão similar em detalhes ínfimos… ah, eu divagando… ahaha
    Sobre os meus, os meus favoritos, agora ganharam escalonagem, ou, pelo menos eu tenho um favorito. Os favoritos, difícil dizer-se apenas três ou meia dúzia. A vida os fornece conforme preciso deles, eu acho.
    xoxo

  2. Fê Akemi disse:

    Que post mais lindo, palavras e imagens tão perfeitas e tão completas entre si!
    Eu adoro colecionar livros e leituras. Sim, tenho alguns favoritos que gosto de manter, pois sou adepta de releituras.
    Cada um tem uma história em si e cada um traz uma história e um momento especial para mim.
    Adorei seu post e tenho Lunna Guedes aqui também!!! Amo!

    Bacio

  3. Bells disse:

    Ai Lunna, seus posts como sempre são tão inspiradores! Fotos (incríveis, por sinal) que casam tão bem com o texto. Amo demais!

    hehehe, adoro fazer minhas pilhas de livros (embora seja adepta das estantes; tenho duas aqui em ^^’). Mas costumo fazer das leituras que estou fazendo no momento (vira e mexe estou lendo mais de um livro ao mesmo tempo, aí dá nisso).

    ai, fiquei curiosa e encantada com seu exemplar de poesias de Álvaro de Campos. Muito embora não seja meu heterônimo preferido (Caeiro <3), gosto bastante deste. E é Pessoa, né?! Impossível não amar!!!
    E o que dizer das novas edições? Também adquiro algumas (quando possível) dos meus preferidos.

    Abraços e parabéns pelo post.
    Ps.: parabéns também pelas suas publicações.

  4. Mariana Gouveia disse:

    De todos os livros expostos o que mais me chamou atenção foi de um foto que não está aí…
    Lua de Papel é meu amor!

  5. Cilene Mansini disse:

    Post lindo com fotos perfeitas. Eu já adoro uma estante – no filme a Bela e a Fera sempre quero ver aquela sala imensa com tantos livros na estante rs –
    Tem livros que adoro ler e reler, só empresto pra poucas pessoas.

  6. Leitura Enigmática disse:

    Quando eu era criança também tinha alguns livros apenas, e no decorrer da minha vida esse número foi apenas crescendo e hoje não imaginaria jamais que chegaria a essa quantidade gigantesca. Me sinto uma pessoa de sorte, pois leio diversos assuntos e conforme minha vontade. Eu tenho um amigo que adaptou caixas de madeira como estantes em sua casa e ficou muito bonito, combinando com os móveis. Adorei esse post, parece que foi feito para mim.

    • Patricia Monteiro disse:

      Adorei a frase “não coleciono livros, coleciono leituras”, é bem por aí mesmo. Já tive estantes cheias de livros, mas estavam em execesso então acabei doando vários. Muitos livros que amei ler não estão mais comigo fisicamente, mas as histórias que me marcaram ficaram pra sempre guardadas na alma.
      Que bacana a ideia das estantes feitas com caixas de feira, sua deve ser um charme, bjs!

  7. Juliana Sales disse:

    Adorei o post, aliás com o todos os 6 on 6 que você posta. Gosto muito de como você detalha e descreve cada foto, que nos faz fazer tudo o que há por trás da imagem. Eu colecione livros e leituras. Isso porque muitas das minhas leituras são em e-books, que eu não gosto tanto quanto dos livros de papel, mas enfim. Quanto as pilhas, só tenho duas, as vezes uma: sobre a mesa de trabalho as leituras técnicas, para consulta, e outra pilha com as leituras atuais. Mas como tenho lido ultimamente mais e-books, essa pilha não tem existido.

Pronto para o diálogo? Eu estou (sempre)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s